Disfrute de Itália e da sua rica gastronomia viajando com a Hisense

Disfrute de Itália e da sua rica gastronomia viajando com a Hisense

Itália está intimamente ligada à história da Europa, tal como a sua gastronomia. Ao ser um dos países mais relevantes para o constante pulso entre impérios, guerras e mercados, pode presumir de dispor de uma infinidade de sabores e gostos provenientes de todo o continente, dando uma grande personalidade à sua cozinha e inclusivamente transcender as fronteiras em todo o mundo.

Mas qual seria a sua forma de entender a comida sem a influência etrusca? Estes elaboraram a pasta pela primeira vez mediante a trituração de diversos cereais e grãos misturados com água, que são depois cozinhados. Por isso fazemos hoje uma homenagem a Nápoles, Sicília, Florença ou Roma viajando com a Hisense até ao país do manjericão, da mozarela e do tomate.

1.- Arancini de carbonara

Para abrir o apetite começaremos com uma entrada contundente, e muito típico da cozinha siciliana: os arancini. Este prato consiste em croquetes redondos com uma cor alaranjada devido ao uso de açafrão, servem-se quentes e comem-se a qualquer hora do dia. A grande diferença para os nossos croquetes tradicionais e esta especialidade italiana reside no seu recheio, uma vez que se utiliza principalmente ingredientes como a mozarela ou o ragu. Sem mais demora, aqui fica a receita de um prato diferenciador: aracini de carbonara.

Ingredientes:

  • 75g de mozarela
  • 50g de farinha
  • 2 ovos batidos
  • 100g de pão ralado
  • azeite vegetal para fitar
  • Sal
  • 77g de banha
  • 1 dente de alho picado
  • 2 gemas
  • pimenta preta
  • 75g de queijo Grana Padano
  • 150g de esparguete

Preparação:

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a verdadeira carbonara não leva natas. Por isso, para fazer a carbonara, primeiro coloque a banha e o alho numa frigideira e deixe cozinhar 5-10 minutos ou até que a gordura da banha tenha derretido e esteja realmente crocante e que o alho esteja dourado. De seguida, numa taça bata as gemas com pimenta preta, o queijo Grana Padano e a nata líquida.

Cozinha o esparguete em água fervida com sal seguindo as instruções da embalagem, escorra, mas reserve uma taça dessa água. Verta os esparguetes para a frigideira e junte uma colher da água reservada à mistura das gemas. Remova bem, vertendo para um tacho a lume brando. Misture tudo, junte um pouco mais da água reservada e cozinha até obter um molho espesso. Deixe arrefecer completamente e depois deixe arrefecer durante 2 horas.

Com as mãos húmidas e limpas, pegue num pedação de mozarela e coloque a carbonara fria em redor e por último numa bandeja. Repita com o resto da mozarela e carbonara. Depois envolva os arancini primeiro em farinha, passe por ovo e de seguida em pão ralado para que fiquem bem envolvidos. Para isso podemos utilizar a tecnologia de Indução de modelos como a placa I6337C da Hisense com a qual cozinhamos mais rápido, mas também de maneira mais económica. Para além disso, são mais fáceis de limpar e mais seguras já que o cristal não alcança uma temperatura tão extrema.

Para isso, encha uma frigideira até 1/3 de sua capacidade com azeite vegetal e aquecido a 180 graus. Cozinhe os arancini, em lotes, durante 2-3 minutos ou até que estejam realmente crocantes y dourados, escorra sobre papel de cozinha e tempere ligeiramente com sal.

2.- Spaguetti al pesto

O pesto é originário da Liguria e o seu ingrediente principal é o manjericão genovês. O seu próprio nome significa triturar ou moer num pilão, que é a forma em que tradicionalmente se prepara. Nesta ocasião incluímos o esparguete, mas se deseja uma receita saudável para não ter um menu tão pesado, também são recorrentes os zucchini al pesto (esparguete feito com abóbora).

Ingredientes:

  • 400g de esparguete
  • 150g de folhas de manjericão
  • 300g de queijo parmesão
  • 2 dentes de alho
  • 100g de pinhão
  • 200ml de azeite
  • Sal

Preparação:

Comece por cozer o esparguete e acrescentar um punhado de sal numa panela quando a água estiver quase a ferver. Depois acrescentamos a pasta e tiramos com frequência, especialmente nos primeiros minutos da cozedura para que não se pegue ao fundo.

Enquanto a massa coze, prepare o molho pesto. Numa liquidificadora coloque o manjericão, o queijo parmesão, os dentes de alho e os pinhões. Triture bem até obter um molho verde e homogéneo.

Coloque o molho numa taça grande. Quanto o esparguete estiver al dente, reserve duas conchas de caldo da cozedura e escorra o esparguete. De seguida, coloque o esparguete na taça onde reservou o pesto. Acrescente o caldo da cozedura, que dará ao molho um toque mais cremoso e sobretudo mais sabor e com um garfo envolvemos tudo durante uns minutos.

3.- Pizza (massa de brócolos)

Desta vez vamos prescindir da tradicional pizza de Nápoles e vamos inovar com uma massa muito mais saudável feita à base de brócolos. É muito simples e descobrirá uma forma divertida de comer legumes.

Ingredientes:

  • 1 molho de brócolos
  • 1 ovo de código 0 ou 1
  • 150 gr de queijo ralado (cheddar, mozarela…)
  • Toppings a gosto

Preparação:

O primeiro que há a fazer é ralar a parte mais verde e frondosa do brócolo com um ralador ou um processador.

Quando tiver o brócolo pronto, acrescente um ovo batido e o queijo ralado. Pode colocar um pouco de sal e especiarias a gosto (alho, cebola, pimento…)

Misture tudo até que o ovo se envolva com o resto dos ingredientes. Prepare o tabuleiro do forno com uma folha de papel vegetal e coloque sobre ela a massa fazendo uma espécie de montanha. De seguida, com as mãos vá espalhando até conseguir obter uma forma de pizza redonda de 1/2 cm de altura aproximadamente.

Quando estiver bem esticada e prensada, coloque por cima o molho de tomate e todos os outros ingredientes que tenha escolhido colocar na sua pizza. Levar ao forno a cerca de 180º durante uns 15 minutos. O forno BI5323PG da Hisense não só retém as vitaminas e os minerais, o seu sistema de cozedura também conserva o sabor, a cor e a suculência dos alimentos, algo que não pode faltar num belo prato.

4.- Panna Cotta

Finalmente, para dar um toque doce ao nosso menu incluímos uma sobremesa típica de Piamonte: A panna cotta elaborada com creme de leite, açúcar e gelificantes, que se podem adornar com compotas de frutos vermelhos. Originalmente esta sobremesa não incluía gelatina como é agora conhecida, mas naquela época ferviam as espinhas do peixe para extrair o seu colagénio que era convertido em gelatina.

Ingredientes:

  • 800ml de nata para cozinhar
  • 200ml de café
  • 50gr de açúcar
  • 1 pacote de pó para pudim flan

Preparação:

Misturamos o pó para pudim flan e o café para que não fiquem grumos. Num copo colocamos o café aquecido e o preparado para pudim flan. Misturamos bem com uma colher até que o pó se dissolva por completo.

Aqueça tudo a lume brando sem deixar ferver. Depois, num tacho, coloque as natas, o açúcar e a mistura que acabou de preparar. Misture bem e aqueça em lume brando durante 5 minutos, removendo com frequência. Quando estiver pronto a servir desligue o lume.

Encha a forma com a panna cotta de café líquido. De seguida, verta a mistura em formas de pudim. Deixe arrefecer durante 15-20 minutos e depois deixe no frigorífico durante pelo menos 2 horas. Estão prontas a servir.

Se desejar conhecer mais receitas do mundo, não perca os nossos outros posts no nosso blog:

 

Blog 26 Abril 2021

Disfrute de Itália e da sua rica gastronomia viajando com a Hisense

Hisense

Disfrute de Itália e da sua rica gastronomia viajando com a Hisense

Disfrute de Itália e da sua rica gastronomia viajando com a Hisense

Itália está intimamente ligada à história da Europa, tal como a sua gastronomia. Ao ser um dos países mais relevantes para o constante pulso entre impérios, guerras e mercados, pode presumir de dispor de uma infinidade de sabores e gostos provenientes de todo o continente, dando uma grande personalidade à sua cozinha e inclusivamente transcender as fronteiras em todo o mundo.

Mas qual seria a sua forma de entender a comida sem a influência etrusca? Estes elaboraram a pasta pela primeira vez mediante a trituração de diversos cereais e grãos misturados com água, que são depois cozinhados. Por isso fazemos hoje uma homenagem a Nápoles, Sicília, Florença ou Roma viajando com a Hisense até ao país do manjericão, da mozarela e do tomate.

1.- Arancini de carbonara

Para abrir o apetite começaremos com uma entrada contundente, e muito típico da cozinha siciliana: os arancini. Este prato consiste em croquetes redondos com uma cor alaranjada devido ao uso de açafrão, servem-se quentes e comem-se a qualquer hora do dia. A grande diferença para os nossos croquetes tradicionais e esta especialidade italiana reside no seu recheio, uma vez que se utiliza principalmente ingredientes como a mozarela ou o ragu. Sem mais demora, aqui fica a receita de um prato diferenciador: aracini de carbonara.

Ingredientes:

  • 75g de mozarela
  • 50g de farinha
  • 2 ovos batidos
  • 100g de pão ralado
  • azeite vegetal para fitar
  • Sal
  • 77g de banha
  • 1 dente de alho picado
  • 2 gemas
  • pimenta preta
  • 75g de queijo Grana Padano
  • 150g de esparguete

Preparação:

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a verdadeira carbonara não leva natas. Por isso, para fazer a carbonara, primeiro coloque a banha e o alho numa frigideira e deixe cozinhar 5-10 minutos ou até que a gordura da banha tenha derretido e esteja realmente crocante e que o alho esteja dourado. De seguida, numa taça bata as gemas com pimenta preta, o queijo Grana Padano e a nata líquida.

Cozinha o esparguete em água fervida com sal seguindo as instruções da embalagem, escorra, mas reserve uma taça dessa água. Verta os esparguetes para a frigideira e junte uma colher da água reservada à mistura das gemas. Remova bem, vertendo para um tacho a lume brando. Misture tudo, junte um pouco mais da água reservada e cozinha até obter um molho espesso. Deixe arrefecer completamente e depois deixe arrefecer durante 2 horas.

Com as mãos húmidas e limpas, pegue num pedação de mozarela e coloque a carbonara fria em redor e por último numa bandeja. Repita com o resto da mozarela e carbonara. Depois envolva os arancini primeiro em farinha, passe por ovo e de seguida em pão ralado para que fiquem bem envolvidos. Para isso podemos utilizar a tecnologia de Indução de modelos como a placa I6337C da Hisense com a qual cozinhamos mais rápido, mas também de maneira mais económica. Para além disso, são mais fáceis de limpar e mais seguras já que o cristal não alcança uma temperatura tão extrema.

Para isso, encha uma frigideira até 1/3 de sua capacidade com azeite vegetal e aquecido a 180 graus. Cozinhe os arancini, em lotes, durante 2-3 minutos ou até que estejam realmente crocantes y dourados, escorra sobre papel de cozinha e tempere ligeiramente com sal.

2.- Spaguetti al pesto

O pesto é originário da Liguria e o seu ingrediente principal é o manjericão genovês. O seu próprio nome significa triturar ou moer num pilão, que é a forma em que tradicionalmente se prepara. Nesta ocasião incluímos o esparguete, mas se deseja uma receita saudável para não ter um menu tão pesado, também são recorrentes os zucchini al pesto (esparguete feito com abóbora).

Ingredientes:

  • 400g de esparguete
  • 150g de folhas de manjericão
  • 300g de queijo parmesão
  • 2 dentes de alho
  • 100g de pinhão
  • 200ml de azeite
  • Sal

Preparação:

Comece por cozer o esparguete e acrescentar um punhado de sal numa panela quando a água estiver quase a ferver. Depois acrescentamos a pasta e tiramos com frequência, especialmente nos primeiros minutos da cozedura para que não se pegue ao fundo.

Enquanto a massa coze, prepare o molho pesto. Numa liquidificadora coloque o manjericão, o queijo parmesão, os dentes de alho e os pinhões. Triture bem até obter um molho verde e homogéneo.

Coloque o molho numa taça grande. Quanto o esparguete estiver al dente, reserve duas conchas de caldo da cozedura e escorra o esparguete. De seguida, coloque o esparguete na taça onde reservou o pesto. Acrescente o caldo da cozedura, que dará ao molho um toque mais cremoso e sobretudo mais sabor e com um garfo envolvemos tudo durante uns minutos.

3.- Pizza (massa de brócolos)

Desta vez vamos prescindir da tradicional pizza de Nápoles e vamos inovar com uma massa muito mais saudável feita à base de brócolos. É muito simples e descobrirá uma forma divertida de comer legumes.

Ingredientes:

  • 1 molho de brócolos
  • 1 ovo de código 0 ou 1
  • 150 gr de queijo ralado (cheddar, mozarela…)
  • Toppings a gosto

Preparação:

O primeiro que há a fazer é ralar a parte mais verde e frondosa do brócolo com um ralador ou um processador.

Quando tiver o brócolo pronto, acrescente um ovo batido e o queijo ralado. Pode colocar um pouco de sal e especiarias a gosto (alho, cebola, pimento…)

Misture tudo até que o ovo se envolva com o resto dos ingredientes. Prepare o tabuleiro do forno com uma folha de papel vegetal e coloque sobre ela a massa fazendo uma espécie de montanha. De seguida, com as mãos vá espalhando até conseguir obter uma forma de pizza redonda de 1/2 cm de altura aproximadamente.

Quando estiver bem esticada e prensada, coloque por cima o molho de tomate e todos os outros ingredientes que tenha escolhido colocar na sua pizza. Levar ao forno a cerca de 180º durante uns 15 minutos. O forno BI5323PG da Hisense não só retém as vitaminas e os minerais, o seu sistema de cozedura também conserva o sabor, a cor e a suculência dos alimentos, algo que não pode faltar num belo prato.

4.- Panna Cotta

Finalmente, para dar um toque doce ao nosso menu incluímos uma sobremesa típica de Piamonte: A panna cotta elaborada com creme de leite, açúcar e gelificantes, que se podem adornar com compotas de frutos vermelhos. Originalmente esta sobremesa não incluía gelatina como é agora conhecida, mas naquela época ferviam as espinhas do peixe para extrair o seu colagénio que era convertido em gelatina.

Ingredientes:

  • 800ml de nata para cozinhar
  • 200ml de café
  • 50gr de açúcar
  • 1 pacote de pó para pudim flan

Preparação:

Misturamos o pó para pudim flan e o café para que não fiquem grumos. Num copo colocamos o café aquecido e o preparado para pudim flan. Misturamos bem com uma colher até que o pó se dissolva por completo.

Aqueça tudo a lume brando sem deixar ferver. Depois, num tacho, coloque as natas, o açúcar e a mistura que acabou de preparar. Misture bem e aqueça em lume brando durante 5 minutos, removendo com frequência. Quando estiver pronto a servir desligue o lume.

Encha a forma com a panna cotta de café líquido. De seguida, verta a mistura em formas de pudim. Deixe arrefecer durante 15-20 minutos e depois deixe no frigorífico durante pelo menos 2 horas. Estão prontas a servir.

Se desejar conhecer mais receitas do mundo, não perca os nossos outros posts no nosso blog:

 

No se han encontrado distribuidores para este producto
Error al recuperar los datos
Por favor inténtelo de nuevo

Online

En Tiendas

Online

Tiendas físicas

*Stock sujeto a variación. Consulte con el distribuidor para obtener información actualizada.